segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Cerimónias Natalícias da Assembleia Portuguesa

No dia 15 de Dezembro, contando com numerosa participação, foi celebrada a habitual Santa Missa na Igreja de Santa Luzia, em Lisboa, sede nacional da Assembleia Portuguesa,  pelo Capelão Conventual Grã-Cruz ad honorem Sua Excelência Reverendíssima Sr. Dom Antonino Eugénio Dias, Bispo de Portalegre e de Castelo Branco.
Dignou-se concelebrar Sua Excelência Reverendíssima Sr. Dom Rino Passigato, Núncio Apostólico em Portugal, conjuntamente com quatro outros sacerdotes.
Na ocasião Sua Excelência o Sr. Conde de Albuquerque, Presidente da Assembleia Portuguesa, recebeu o juramento de vários novos confrades, na presença de Sua Excelência o Sr. Embaixador da Ordem de Malta em Portugal, Dr. Miguel de Polignac, e de Suas Altezas Reais os Senhores Duques de Bragança.
Presente também um dos Presidentes de Honra da Assembleia Portuguesa, S.E. o Sr. Professor Dr. Martim de Albuquerque, o Ex.º Sr. Presidente da Câmara Municipal do Crato, Dr. João Teresa Ribeiro, o Ex.º Sr Presidente da Junta de Freguesia do Crato, José António Correia Belo e o Ex.º Sr. Provedor da Santa Casa da Misericórdia do Crato, Dr. Mário de Carvalho Cruz.
A cerimónia contou ainda com a imposição de insígnias pelo Sr. Presidente da Assembleia Portuguesa, a Monsenhor Paulo Dias Prior da Vila do Crato da Cruz Pro Piis Meritis da Ordem Pro Mérito Melitense a quem S.E. o Conde de Albuquerque também ofereceu uma bandeira da Ordem de Malta para que fique sempre presente na Igreja Matriz da Vila do Crato, local de especial relevo e de significado simbólico histórico para a Ordem Soberana Militar de Malta, e ainda da Cruz da Ordem Pro Mérito Melitense à Sra. Provedora da Santa Casa da Misericórdia de Coruche.
S.E. o Conde de Albuquerque impôs ainda conjuntamente com S.E o Sr. Embaixador as insígnias aos novos voluntários do CVOM residentes no Alentejo e recebeu das mãos de um representante de um grupo de voluntários da Vila do Crato um conjunto de fichas de inscrição no Corpo de Voluntários da Ordem de Malta.
Foram também entregues os "pins" confirmando as respetivas pertenças de um grupo de jovens residentes em Lisboa, agora membros do CVOM.
Após a celebração da Santa Missa, Sua Alteza  Real a Sra. Dona Isabel de Bragança, Duquesa de Bragança dirigiu-se conjuntamente com S.E. o Sr. Presidente e com S.E.R. ª o Senhor Bispo de Portalegre  acompanhado de S.E.R.ª o Senhor Núncio Apostólico afim de descerrar a imagem da Rainha Santa Isabel, recentemente  adquirida pela Assembleia Portuguesa após a visita oficial feita à Hungria a convite do Governo Húngaro  e que ficará de agora em diante ao culto na Igreja de Santa Luzia.
Na ocasião Sua Excelência Reverendíssima o Senhor Bispo de Portalegre benzeu a imagem da Rainha Santa.
Presentes também nessa ocasião um grupo significativo de Damas da Ordem de Santa Isabel.
A encerrar a cerimónia S.A.R. o Sr. Duque de Bragança, a pedido de S.E. o Sr. Conde de Albuquerque , dirigiu-se à Sala do Conselho, acompanhado por S.E. o Sr. Embaixador e pelos membros do Conselho da Assembleia Portuguesa afim de descerrar três reproduções de quadros respetivamente de El Rei Dom Carlos I, El Rei Dom Manuel II  e de S.A.R. o Príncipe da Beira Dom Luis Felipe de Bragança, todos eles membros da Assembleia dos Cavaleiros Portugueses da Ordem Soberana Militar de Malta.
Após o encerramento das cerimónias na Igreja de Santa Luzia, S.E. o Sr. Conde de Albuquerque, presidiu ao Jantar de Natal Nacional da Assembleia Portuguesa, conjuntamente com S.E. o Sr. Embaixador da Ordem de Malta em Portugal .
Sua Excelência Reverendíssima o Senhor Núncio Apostólico honrou a Assembleia com a Sua presença.
O jantar sentado para cerca de 120 pessoas, realizou-se no Palácio da Independência em Lisboa tendo o confrade Ex.º Sr. Dr. José Alarcão Troni, Conde da Barca, Presidente da Sociedade Histórica da Independência de Portugal cedido as instalações da S.H.I.P. para o efeito.
Durante o jantar S.E. o Sr. Conde de Albuquerque proferiu uma intervenção de fundo acerca da realidade, da Missão e dos objetivos da Ordem de Malta nos nossos dias em Portugal e na CPLP.
Por fim S.E. o Sr.  Embaixador da Ordem de Malta em Moçambique Dr. Pedro d’Espiney Pinto Ferreira fez uso da palavra apresentando um inovador e interessante projeto assistencial a ser implementado muito em breve naquele país sob a inspiração, o patrocínio e responsabilidade da Embaixada.
 

Estas e outras fotos estão disponíveis na sede da Ordem em Lisboa.