domingo, 6 de janeiro de 2013

Mensagem do Dia de Reis de S.E o Presidente da Assembleia Portuguesa

A Festa do Dia de Reis é uma das festas tradicionais mais comemoradas em todo o mundo cristão e que já era celebrada no Oriente antes do Século IV.
Neste dia comemora-se a visita dos Reis Magos vindos do Oriente e guiados por uma estrela para adorar a Epifania do Senhor, ou seja o nascimento  de Jesus, Filho de Deus que foi enviado para nos salvar.
O termo Epifania, do grego "epiphaneia" significa "aparição" ou "manifestação", e os gregos, que também usavam o termo "Teofania", empregavam-no por ocasião da chegada de um Imperador em visita aos territórios sob seu domínio.
É pois o Dia de Reis uma Festa de Esperança que prolonga a Luz do Natal e que simboliza o encontro do filho de Deus e nosso Salvador com a humanidade.
Os três Reis Magos, Melchior, Gaspar e Baltazar, três sábios de origens e raças diferentes simbolizando assim toda a  humanidade até então conhecida, e cujas relíquias repousam hoje na Catedral de Colónia, Alemanha, na belíssima Catedral dos Reis Magos, após terem estado depositadas em Constantinopla  até 47, no seu tempo a capital cristã mais importante do Oriente, e depois em Milão, Itália, até 1164, traziam três presentes para o Menino Deus : o ouro que simboliza a realeza de Jesus, o incenso que nos lembra a sua essência divina e a mirra que se refere à sua  essência humana.
Deus revelou deste modo o seu filho ao Mundo e ordenou que o acatassem e seguissem: os Reis Magos sábios e estudiosos, assim fizeram com toda a humildade, adorando-o em Belém, gesto que  simboliza o reconhecimento pelo Mundo desta Verdade.
A Epifania vem confirmar assim a divindade do Santo Filho de Deus feito homem, que no futuro sacrificaria a própria vida em nome da salvação de todos nós,  levando-nos à conclusão de que a mensagem central do Dia de Reis é a de comunicar o sentido Universal da Salvação que Jesus veio trazer; e como São Mateus escreveu no Evangelho, a partir da realidade dos judeus é patentemente demonstrado que a Salvação não é um privilégio do povo de Israel mas destina-se a toda a humanidade.
Somos pois  convidados  (e em particular os Cavaleiros de Malta enquanto membros de uma Ordem Católica de Cavalaria, e com a obrigação de dar com os seus atos um permanente testemunho cristão  ) à semelhança dos Reis Magos, a sair  do nosso mundo individualista e partir, guiados pela estrela do Evangelho ao encontro do Salvador, para lhe oferecer como presente a nossa vida e um mundo novo em que todos se sintam irmãos amados pelo Senhor, que veio até nós para nos trazer a Salvação, o Amor e a Paz.
A Epifania é assim a Festa da Luz pela presença salvífica de Deus. Luz que é salvação no Cristo presente-presença.
Os Magos ensinam-nos que Jesus não mora no Palácio de Herodes, mas sim na imagem de cada irmão oprimido, sofredor e discriminado pelos preconceitos fundados na soberba, na ambição e  no egoísmo.
Jesus é a revelação  da inocência, da pureza e da caridade, sendo a Epifania a Festa da Salvação Universal.
Enquanto Cavaleiros Portugueses da Ordem Soberana Militar de Malta saibamos sempre caminhar com Jesus e na Sua direção.

Votos de um Feliz Ano de 2013, iluminado pelos Ensinamentos do Senhor.

Conde de Albuquerque
Presidente