quarta-feira, 31 de julho de 2013

Protocolo com a Direção do Património Histórico-Artístico da Diocese de Beja

Foi assinado dia 27 de Julho um protocolo de cooperação ao nível cultural e assistencial entre a Assembleia Portuguesa e a Direção do Património Histórico-Artístico da Diocese de Beja.
O documento do protocolo foi assinado na Igreja de Santiago do Cacém conjuntamente pelo Presidente do Conselho D. Augusto de Albuquerque de Athayde, Conde de Albuquerque, pelo Vogal do Conselho Diretivo, Exm.º Sr. João Fiúza Cabral da Silveira,  e ainda pelo Exm.º Sr. Vigário Geral da Diocese de Beja e pelo Diretor, Sr. Dr. José António Falcão.
Após a assinatura seguiu-se o descerramento de uma placa na sacristia da Igreja Matriz de Santiago do Cacém, tendo seguidamente os presentes jantado numa unidade hoteleira em Sines.
Ficaram assim abertos os canais necessários para um incremento da atividade assistencial da Ordem de Malta na Diocese de Beja e consequentemente o incremento do auxilio médico-sanitário aos Peregrinos de Santiago de Compostela que passam por esta zona do país.

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Deslocação ao Estado Maior da Armada

No dia 16 de Julho deslocou-se ao Estado Maior da Armada, uma delegação da Assembleia Portuguesa, chefiada por S.E. o Sr. Conde de Albuquerque, Presidente da Assembleia Portuguesa, assim como o Exm.º Sr. Secretário da Assembleia Dr. João Pedro de Portugal de Campos Henriques, afim de ser recebida por S.E. o Sr. Almirante Luís Macieira Fragoso.
Presentes também representantes da CLEPUL e do Centro Nacional de Cultura, entidades que conjuntamente com a Assembleia Portuguesa se encontram a preparar a organização do colóquio / seminário previsto para o dia 27 de Setembro na Fundação Calouste Gulbenkian.
Durante a audiência, S.E. o Sr. Conde de Albuquerque convidou a Marinha Portuguesa a associar-se a este evento, patrocinando institucionalmente esta iniciativa e indicando um orador para participar no referido seminário.
Os laços históricos e de amizade entre a Marinha e a Ordem de Malta – outrora uma potência naval no Mediterrâneo – assim como a dedicação na atualidade a iniciativas de natureza altruísta – e no caso da Ordem de Malta de cariz cristão, constituem aspetos comuns às respetivas ações e dinâmicas  de serviço, próprias e  que no entender de ambas as instituições justificam esta iniciativa conjunta.

quarta-feira, 10 de julho de 2013

Missa de entrada do novo Patriarca Sr. Dom Manuel Clemente no Mosteiro dos Jerónimos

No dia 7 de Julho, S.E. o Sr. Conde de Albuquerque, Presidente da Assembleia Portuguesa assistiu à celebração no Mosteiro dos Jerónimos, enquanto representante da Ordem Soberana Militar de Malta, da Santa Missa de entrada de Sua Excelência Reverendíssima o Sr. Dom Manuel Clemente, enquanto Patriarca de Lisboa.
Num Mosteiro dos Jerónimos cheio, e com a presença de Sua Excelência Reverendíssima o Sr. Dom Rino Passigato, Núncio Apostólico, de Sua Excelência o Sr. Presidente da República e de Sua Excelência o Sr. Primeiro-Ministro e de um assinalável número de membros do governo e de Autoridades Civis e Militares, o novo Patriarca de Lisboa saudou os presentes com palavras de Fé e de Esperança.
Suas Altezas Reais os Duques de Bragança também assistiram à celebração da Santa Missa.
Sua Excelência o Conde de Albuquerque teve ainda ocasião de cumprimentar pessoalmente S.E.R ª após a cerimónia  lembrando o quanto a Assembleia Portuguesa foi honrada com a aceitação pelo novo Patriarca da Grã Cruz Pro Piis Meritis oportunamente imposta a Sua Excelência Reverendíssima a quando da celebração da Santa Missa de Natal, na cidade do Porto no passado mês de Dezembro de 2012.

Convénio de cooperação entre a Ordem de Malta e o Banco Santander Totta

No dia 4 de Julho, S.E. o Sr. Conde de Albuquerque, deslocou-se às instalações do Banco Santander Totta acompanhado pelo Exm.º Sr. Secretário, Dr. João Pedro de Portugal de Campos Henriques e pelo  Exm.º Sr. Vogal do Conselho, João Fiúza Cabral da Silveira afim de ser assinado um Convénio de Cooperação entre ambas as instituições, nos termos do qual as partes concordam em estabelecer uma recíproca colaboração com vista a uma filosofia partilhada que visa fortalecer a qualidade e a excelência de iniciativas assistenciais. O Banco Santander Totta  compromete-se na prestação de serviços financeiros à Assembleia Portuguesa  e a seus membros (confrades, confreiras, seus familiares  e ainda aos membros do Corpo de Voluntários da Ordem de Malta) disponibilizando-se  para prestar os devidos esclarecimentos relativamente aos seus diversos produtos e serviços nos termos e nas condições do Anexo I ao referido Convénio.
O Mecenato social do Banco Santander Totta para com a Assembleia Portuguesa, numa perspetiva e na consciência da Responsabilidade Social e com a finalidade da Inclusão social, designadamente no que respeita à prossecução e à realização e cumprimento da Missão da Assembleia Portuguesa através da prática da caridade cristã e do apoio a nossos senhores os pobres e os doentes  encontra-se ser a tónica dominante do espírito deste Convénio de Cooperação.