quinta-feira, 23 de abril de 2015

Encontro Nacional CVOM

No dia 18 de Abril deu-se o Encontro Anual e Nacional dos membros do Corpo de Voluntários da Ordem de Malta, tendo os participantes do norte e do sul do país viajado até Fátima onde se reuniram para assistir à celebração da Santa Missa na Capelinha das Aparições pelo Capelão Magistral Reverendo Padre Lameira, seguindo-se um almoço de convívio e de confraternização no Centro Catequético no qual participaram diversos membros do Conselho, designadamente S.E. o Sr. Conde de Albuquerque, Presidente da Assembleia Portuguesa, tendo usado da palavra nessa ocasião e agradecido a todos pela sua participação neste encontro.
Após o almoço os participantes rezaram o terço junto às imagens dos Beatos Francisco e Jacinta colocadas no Santuário.

domingo, 19 de abril de 2015

Aborto: Cardeal Patriarca espera mudanças na lei portuguesa

Na abertura da assembleia plenária da Conferência Episcopal Portuguesa o Cardeal-Patriarca de Lisboa proferiu o discurso que se encontra na íntegra em:
Aconselhamos vivamente a respetiva leitura.
Sobre o qual na parte respeitante às próximas eleições e à apreciação em curso na Assembleia da República da Iniciativa Legislativa de Cidadãos “Lei de Apoio à Maternidade e à Paternidade - do Direito a Nascer” saíram as seguintes notícias:
http://www.cmjornal.xl.pt/nacional/sociedade/detalhe/bispos_querem_nova_lei_do_aborto.html
http://rr.sapo.pt/informacao_detalhe.aspx?fid=29&did=184132 (Patriarca pede "propostas concretas" aos partidos)
http://www.agencia.ecclesia.pt/noticias/nacional/aborto-cardealpatriarca-espera-mudancas-na-lei-portuguesa/

Congresso na Universidade de Coimbra sobre a figura do Embaixador Calvet de Magalhães

No passado dia 13 de Abril, S.E. o Sr. Conde de Albuquerque deslocou-se a Biblioteca da Universidade de Coimbra na sua qualidade de Membro da Comissão de Honra do Congresso em honra da Memória de S.E. o Sr. Embaixador José Tomás de Sousa Cabral Calvet de Magalhães, figura maior da Diplomacia Nacional e em particular dos primórdios da Diplomacia Económica em Portugal.
S.E. foi feito Cavaleiro de Graça e Devoção da Ordem Soberana Militar de Malta em 1978,  tendo também sido agraciado com a Grã Cruz Pro Mérito Melitense no mesmo ano.
Desempenhou também as funções de Embaixador de Portugal junto da Ordem Soberana Militar de Malta, tendo apresentado credenciais no ano de 1974.

quinta-feira, 9 de abril de 2015

Visita preparatória da viagem de SAE o Príncipe e Grão-Mestre ao Norte de Portugal

No seguimento dos trabalhos preparatórios da visita de sua Alteza Eminentíssima o Príncipe e Grão Mestre ao Norte do País de 28 de Abril a 30 de Abril, alguns elementos da comissão organizadora deslocaram-se à região do Porto reunindo-se com responsáveis das Caves Ferreira, Visita a "Corpus Christi", reunião com Vice-Presidente da Douro Azul, Drº Manuel Marques, com o Presidente da Câmara Municipal de Matosinhos, visita ao Mosteiro de Leça do Balio, Club Portuense e com a Drª Ana Maria Príncipe do Hospital de São João.
Em todos os locais e reuniões ficou patente o grande entusiasmo reinante com a preparação desta importante e marcante visita.

Almoço da revista Segurança e Defesa

Recentemente S.E. o Sr. Chefe de Estado Maior da Armada, Almirante Luís Macieira Fragoso, Cavaleiro de Malta, e membro da Assembleia Portuguesa, proferiu uma interessantíssima conferência por ocasião de um almoço promovido pela Revista Segurança e Defesa.

sexta-feira, 3 de abril de 2015

Mensagem de Páscoa do Presidente da Assembleia Portuguesa da Ordem de Malta

                                          "Crucifixion" Tintoretto, 1565

Queridos Confrades, Queridos Amigos,

Nesta quadra Pascal, peçamos ao Senhor Nosso Deus que nos inspire e guie com a Sua infinita Bondade e Misericórdia.
Somos levados uma vez mais à constatação de que com a Ressurreição de Jesus, toda a história do mundo passou da morte à vida, do desespero à esperança, da tristeza à alegria.
Na verdade, Cristo inaugurou um mundo novo.
A verdade é que Ele abriu as portas de uma esperança que ninguém nos pode dar.
Durante a Páscoa  saibamos, se assim se pode dizer, «vestir-nos» de Páscoa interior e exteriormente .
Cumpramos assim a recomendação Paulina : «Revesti-vos do homem novo».
Relembremos pois,  aquilo que São Paulo escreveu aos cristãos de Colossos :
«Como eleitos de Deus, santos e amados, revesti-vos de  sentimentos, de bondade, de humildade, de mansidão,  de paciência, suportando-vos mutuamente, se alguém tiver razão de queixa contra outro. Tal como o Senhor vos perdoou, fazei-o vós também. E sobretudo revesti-vos de amor que é o laço da perfeição».
Enquanto Cristãos roguemos a Deus Nosso Senhor que nos capacite afim de continuarmos a dar um bom e eficaz testemunho, combatendo o «bom combate» e seguindo o exemplo daqueles que ao longo de dois mil anos manifestaram a sua Fé em Cristo Vivo, uma Fé que transformou as suas vidas  e fez deles pessoas mais felizes e melhores empenhadas em viver segundo o Evangelho do amor, da vida e da paz.
Cristo ressuscitou verdadeiramente de entre os mortos, e  roguemos assim a Deus Nosso Senhor que a luz pascal ilumine sempre e para sempre as nossas vidas.
Pois Jesus é na realidade o Homem Perfeito.
Pilatos apresentou-o à multidão «Ecce Homo !» .
«Eis o Homem !»
Procuremos aproximar-nos da mesma maneira humilde e obediente de pensar,  de sentir e de agir de Jesus.
Aprendamos todos os dias a ser mais humanos, segundo a vontade de Deus fortalecidos pela prática da Oração, praticando assídua e regularmente a Caridade através da realização de boas obras em prol dos «nossos senhores os pobres e os enfermos».
Nesta Páscoa  fazemos votos para que todos os Cavaleiros, Damas e Voluntários da Assembleia Portuguesa vivam, meditem sobre o significado Cristão da Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo, e que com as forças retemperadas pelo Seu exemplo vivido na «Via Sacra», possam continuar a dar  com o coração limpo, humilde e generoso o seu melhor testemunho Cristão enquanto membros da Ordem de Malta.




Conde de Albuquerque
Presidente da Assembleia Portuguesa
da Ordem Soberana Militar de Malta