sábado, 26 de dezembro de 2015

Cerimónias de Natal e de Investidura de novos membros

No dia 19 de Dezembro realizaram-se as cerimónias de Natal e de Investidura de novos membros da Assembleia dos Cavaleiros Portugueses da Ordem Soberana e Militar de Malta.
A cerimónia teve lugar na igreja de Santa Luzia e São Brás, sede da Ordem em Lisboa, e a Santa Missa de Natal foi presidida por S.E.R. o Bispo de Portalegre - Castelo Branco, D. Antonino Dias, Capelão Grã Cruz Conventual “Ad Honorem” da Ordem de Malta, e concelebrada por S.E.R. o Senhor Núncio Apostólico, D. Rino Passigato e pelo Capelão Magistral Sua Reverência o Senhor Cónego Manuel Alves Lourenço.
Durante a cerimónia S.E o Conde de Albuquerque, Presidente da Assembleia Portuguesa da Ordem de Malta, procedeu à Investidura e imposição de Insígnias ao novos membros da nossa Assembleia.
A cerimónia contou com a presença de mais de 100 membros desta Assembleia, entre os quais S.A. o Duque de Viseu, S.E. o Embaixador da Ordem de Malta em Portugal, Dr. Miguel de Polignac, e um grupo de 8 Membros do Corpo de Voluntários da Ordem de Malta.
Seguiu-se à cerimónia um jantar comemorativo de Natal no Palácio da Independência. O Salão Nobre do Palácio contou com a presença de cerca de 100 convidados que tiveram oportunidade de confraternizar com os novos membros bem como ouvir a mensagem de Natal do Presidente,  S.E o Conde de Albuquerque, num ambiente Natalício e Familiar.

Visitas de Natal da Ordem de Malta

No dia 19 de Dezembro os alunos da Universidade Lusíada participaram, como voluntários da Ordem de Malta chefiados pelo Assessor do Secretário, Arq. Mário Chaves, na recolha e doação de bens por diversas instituições de pessoas carenciadas.
Após a campanha de angariação de donativos realizada na Universidade Lusíada, os alunos puderam distribuir todo o tipo de bens como produtos alimentares, material escolar, produtos de higiene pessoal, limpeza, vestuário e brinquedos.
Vestindo a camisola da Ordem de Malta fizeram diversas visitas de Natal onde foram recebidos de braços abertos, nomeadamente pelas Irmãs do Padre Cotolengo (meninas de deficiência física e mental), Casa dos Rapazes (crianças órfãs e negligenciadas), Centro Social do Menino de Deus (crianças carenciadas) e Irmãzinhas dos Pobres - Residência de Velhinhos de Campolide (idosos).
Todas as Instituições visitadas são instituições que vivem numa situação de limite de carência.

sábado, 19 de dezembro de 2015

Mensagem de Natal de S.E o Presidente da Assembleia Portuguesa


Queridos Confrades, queridos membros do C.V.O.M, queridos amigos,

O tempo de Natal, o tempo do Advento , e as festas vividas nesta quadra  levam-nos a pensar no significado da Encarnação.

Deus criador fez-se Homem dando-nos o seu filho para nos salvar.
E Deus criou o Homem à sua imagem e semelhança conferindo-nos deste modo uma dignidade que uma qualquer outra criatura viva não tem.

Porque somos imagens de Deus somos inteligentes  e sobretudo estamos aptos a buscar o verdadeiro e profundo sentido das coisas ou seja: Deus permite-nos  e ensina-nos, se fizermos o percurso necessário e consequentemente se trilharmos o caminho da verdade com convicção, perseverança e humildade a tornar nos sábios.

Mas a verdade tem infelizmente e como sabemos, vários adversários, designadamente a mentira, o erro e a aparência, inimigos esses que como cavaleiros de Malta e cientes da nossa História e do nosso passado glorioso, mas também com profunda e renovada Espiritualidade, cientes dos tempos em que vivemos, e norteados por um esclarecido sentido de futuro, devemos combater diária e incessantemente, dando um claro testemunho cristão da nossa ação pela prática eficaz e regular de obras assistenciais e fortalecidos pela prática diária da Oração.

No entanto e como somos feitos à imagem de Deus, também somos livres; e consequentemente  somos capazes de amar, de sermos senhores de nós mesmos e de nos darmos as outros.
É pois assim enquanto membros de uma Ordem Católica de Cavalaria, a Ordem Soberana Militar de Malta que devemos viver interior e intensamente a nossa Espiritualidade, aprofundando e cultivando a nossa Fé, dando, mas também e sobretudo dando-nos a nós próprios (do nosso tempo, dos nossos talentos, dos dons com os quais Deus nos contemplou, da nossa inteligência e do nosso coração) aos mais necessitados, aos pobres e aos doentes, enfim a todos aqueles que necessitam de auxílio vendo neles o rosto sofrido de Nosso Senhor Jesus Cristo.
Não restem dúvidas de que ser livre implica uma interioridade e uma introspeção e como tal uma consciência dos nossos pensamentos e das nossas ações.
Não basta contudo estarmos ao lado dos outros e interagir superficialmente: seguir a realidade de Deus é viver efetivamente em comunhão, sendo que tudo em nós é chamado a refletir a imagem de Deus que somos.
E neste aspeto viver intensamente a Espiritualidade e o Carisma Religioso próprio da Ordem de Malta durante o Natal  é para nós um momento ímpar de comunhão connosco, com os outros confrades e com Deus Nosso Senhor, fortalecendo desse modo o nosso Espírito e retemperando forças para - como auxílio de Deus - cumprirmos a nossa Missão Cristã enquanto Hospitalários de São João Baptista - nosso Santo Patrono, exemplo de  humildade - naquilo que se refere à Defesa da Fé e à pratica da Caridade.

Ao recordarmos no Natal que Deus se fez Homem para nos salvar, relembramos que Deus Nosso Senhor nos restituiu a nossa própria imagem enquanto feitos à Sua imagem e semelhança, unindo-se  a nós para que nós unidos a Ele, fossemos resgatados das mentiras, das maldades e das aparências  permitindo-nos desse modo viver a nossa verdade plenamente e realizando o nosso ideal de vida segundo os ensinamentos de Jesus: sermos sábios, livres, capazes de amar e de viver em comunhão, sermos -  e muito em particular enquanto Damas e Cavaleiros de Malta - dedicados uns aos outros e puros de coração.

Que o Senhor nos ajude a perceber nesta quadra natalícia que a nossa maior dignidade se encontra no fato de sermos salvos por um Deus que, humilhando-se, nos deu a faculdade de ver o Caminho, a Verdade e a Vida.

Votos de num Santo Natal extensivos às vossas Famílias,


Conde de Albuquerque
       Presidente


Assembleia geral ordinária

Realizou-se no dia 13 de Dezembro dia de Santa Luzia, a Assembleia Geral Ordinária da Assembleia dos Cavaleiros Portugueses, na Igreja de Santa Luzia e São Brás sua sede em Lisboa .
Foi celebrada a Santa Missa por Monsenhor Dr. Hugo de Azevedo, tendo posteriormente decorrido os trabalhos presididos por S.E. o Sr. Prof. Doutor Dom Gonçalo de Vasconcellos e Souza (Castelo Melhor), Presidente da Mesa da Assembleia Geral.

domingo, 13 de dezembro de 2015

Apresentação da obra "Rossas e a Ordem de Malta"

No dia 6 de Dezembro, na Igreja Paroquial de Rossas, antiga comenda da Ordem de Malta, teve lugar a apresentação do último trabalho de António Brandão de Pinho, natural daquela freguesia e presidente da Mesa da Assembleia Geral da Associação de Defesa do Património Arouquense, que editou o livro e esteve representada pelo Secretário da Direção, Senhor Eng.º Alberto Carreira Brandão de Vasconcelos.
A sessão de apresentação foi presidida por S.E. o Sr. Embaixador da Ordem de Malta em Portugal, Dr. Miguel de Polignac de Barros, que, entre outras considerações, contou a história da sua iniciativa e convite ao Dr. António Brandão de Pinho para ingressar na Ordem de Malta.
Correspondendo ao convite que lhe dirigiu o confrade e autor, S.E. o Sr. Conde de Albuquerque, Presidente do Conselho da Assembleia dos Cavaleiros Portugueses da Ordem Soberana e Militar de Malta, dignou-se apresentar o livro, o que fez de forma exaustiva e muito elogiosa.

Cerimónias de Natal da Assembleia dos Cavaleiros Portugueses da Ordem Soberana Militar do Norte

No dia 5 de Dezembro realizaram-se as cerimónias de Natal da Assembleia dos Cavaleiros Portugueses da Ordem Soberana Militar do Norte de Portugal, com a celebração da Santa Missa na Igreja dos Clérigos, presidida pelo Reverendo Padre Américo Aguiar, seguida de um jantar comemorativo no Clube Portuense.
Durante o jantar S.E. o Presidente da Assembleia, Conde de Albuquerque, falou da importância da oração e da união de todos os Cavaleiros da Ordem para o cumprimento dos nossos propósitos de defesa da Fé Cristã e assistência aos pobres e mais desfavorecidos.


Jantar conferência sob o tema "450 anos do Cerco de Malta"

No dia 3 de Dezembro, teve lugar um jantar conferência na Messe de Oficiais da Marinha em Cascais sob o tema "450 anos do Cerco de Malta".
O conferencista foi o Capitão de Fragata, Comandante Costa Canas, Doutor em História Marítima e Professor na Escola Naval.
O jantar contou com a presença de mais de 30 Confrades, amigos e familiares da nossa Ordem, entre os quais S.E. o Sr. Dr. Augusto de Athayde, Conde de Albuquerque, Presidente da Assembleia Portuguesa da Ordem Soberana e Militar de Malta, S.E. o Embaixador da Ordem de Malta em Portugal, Dr. Miguel de Polignac, S.E. o Chefe de Estado-Maior da Armada e Autoridade Marítima Nacional, o Almirante Luís Manuel Macieira Fragoso, e vários membros do Conselho.